O EVANGELHO DA GRAÇA

Em nossos dias temos ouvido muitas manifestações de evangelho, porém nem todas são fiéis, muitos tentam mostrar algum caminho e até se consideram sabedores isolando-se daqueles considerados “pecadores” ou descrentes. Este isolamento tem como resultado o fim da chance de evangelizar a pessoa carente da graça divina, graça esta que nos sustenta, pois somos todos crentes, não crentes, evangélicos até os ateus carentes dessa graça.
Mateus 9. 9-13
9  E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na recebedoria um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
10 E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
11 E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
12 Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
13 Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.
Comendo com pecadores
Nos versículos 9 e 10 vemos o relato de Jesus primeiro chamando um cobrador de impostos a sua companhia e este o seguiu. Em seguida estando já em casa junto com seus discípulos chegaram muitos publicanos e pecadores.
Gerando dúvidas aos religiosos
No versículo 11 percebemos a dúvida criada pelos fariseus em querer saber o motivo que levava o Mestre Jesus a tomar uma refeição junto a homens considerados impuros. Vemos um detalhe interessante: os fariseus poderiam ter perguntado diretamente a Jesus, porém se dirigiram aos discípulos.
Uma pequena parábola
Jesus, no verso 12, utiliza uma parábola de apenas 10 palavras e fala MUITO em tão poucas palavras.
Quando se está sadio, nem se pensa em médico ou em cura. Cura de quê? Mas nos vem uma doença, logo lembramo-nos dos cuidados que necessitamos, em muitos casos chegando até uma necessidade de intervenção médica.
Uma ordem
“Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício”. É uma ordem de Jesus, ele não diz que seria bom se aprendessem, mas ele MANDA ir e aprender. Como se precisa sempre aprender, ter humildade aprendente, como foi dito pelo filósofo: “Só sei que nada sei!”. 
E, aprendendo lembrar das palavras do Mestre Jesus, a qual não veio para os justos, mas chamar os pecadores ao arrependimento.
Se há tantos evangelhos sendo pregados de diferentes formas, devemos nos voltar para o verdadeiro ensino e como foi ordenado por Jesus aos fariseus devemos aprender o significado da Palavra de Deus.
Somos pessoas preparadas ou se preparando para um mundo competitivo e cheio de armadilhas, aprendemos a viver em meio a guerras em salas de aula, em ambientes de trabalho e em relacionamentos interpessoais. Agora por que quando se trata do evangelho nós pouco sabemos?
Qual a dificuldade de reconhecer que, assim como qualquer pecador precisa da Graça divina NÓS também precisamos. E como precisamos! Precisamos aprender e aprendendo, conviver e compartilhar com outros que precisam aprender! 
O Evangelho da Graça veio para homens e mulheres, Jesus foi crucificado por nossos pecados, é tudo graça, um presente que nem merecemos! Mas se recebemos, a ordem é compartilhar. 
Soli Deo Gloria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s