O deus impostor

As portas de completar 9 anos que decidi seguir à Cristo, tenho acompanhado de perto a vida de muitos crentes de diferentes igrejas e denominações. São diferentes doutrinas, costumes, leis e culturas. Mas tem uma coisa que encontro em todos esses lugares… São crentes “desapontados” com deus.

   – Mas Leo, você escreveu Deus com inicial minúscula no título e na introdução. Que deus é esse de que você está falando?

Falo de um deus impostor, um deus que desaponta, um deus omisso, um deus criado por homens. Em I Timóteo 2.5, está escrito: “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem”. Um ÚNICO Deus! Então que outro deus é esse?

Há diversas modalidades de deuses prontas para serem consumidas segundo nossas vontades. Como exemplo usarei um diálogo entre eu e um garoto em uma experiência de evangelismo de rua:

   – … você quer me dizer que esse Deus vai me aceitar como sou? (perguntou o garoto após ser abordado)
   – Claro que vai, ele aceita cada um de nós. Mas, não nos deixa permanecer cegos no pecado. Ele (Deus) transforma nossas vidas. Assim como transformou a minha, pode transformar a sua… (respondi)
   – Ah, esse Deus eu não quero. Não tem quem me faça mudar. Vou ser assim pelo resto da vida! (respondeu o garoto)

A conversa continuou e, insistentemente o garoto falou que não iria mudar. Não sei como anda esse garoto hoje. Apenas sei que o foi apresentado um Deus verdadeiro. Ele simplesmente queria fazer o seu próprio deus, um deus à sua maneira em que o deixaria permanecer em uma vida de pecado.

Infelizmente, nós crentes, não estamos imunes a esse tipo de atitude. Nos capítulos 15, 16 e 17 de Êxodo temos um exemplo de um povo que, logo após a libertação do cativeiro e milagres como a travessia do mar, reclamava por pura insatisfação, esqueceram tão rápido de tudo o quanto Deus tinha feito por eles e reclamaram desapontados. Não somos diferentes. Pense bem… quantas vezes você pergunta a Deus: por quê? Por quê? Por quê? Murmurando por algum acontecimento? Se queremos um deus que atenda as nossas expectativas e se encaixe em nosso jeito de viver, não queremos o Deus da vida, o nosso Senhor, estamos apenas inventando mais um novo deus, um deus impostor.

Soli Deo Gloria

3 comentários sobre “O deus impostor

  1. SANDRA DA HORA disse:

    CONCORDO COM VOCÊ, MUITAS VEZES NÃO ACEITAMOS O DEUS VERDADEIRO, PREFERIMOS NUTRIR UM deus AOS NOSSOS MOLDES, CONTROLÁVEL, E DOMONINADO POR NOSSAS VONTADES, FELISMENTE O DEUS QUE SERVIMOS NÃO SE DEIXA CONTRALAR PORQUE É SOBERANO, MAGESTOSO, GLORIOSO E TUDO DE BOM.

  2. Anonymous disse:

    Só que muitas vezes as pessoas tentam atribuir a figura de Deus a alguma denominação religiosa, isso que distorce o sentido de Deus, nada a ver um com o outro

  3. Leonardo Cristovão disse:

    Pois é Sandra, ainda bem que Deus abre nossos olhos para nos concientizar.A questão da denominação é mesmo um perigo quando não são embasadas e estabelecidas na Palavra de Deus de forma plena e verdadeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s