Tudo para a glória de Deus

{Texto da Milena Ferrer}

Antes de contar meu testemunho sobre um sequestro relâmpago, o qual eu fiquei refém durante 2h, preciso deixar claro uma coisa: depois de ter passado por toda uma situação difícil, em que muitos pensariam: “cadê Deus nessas horas?”, o tempo todo Ele esteve comigo e depois de parar, orar e agradecer, eu pude perceber mais ainda obras maravilhosas que Deus opera na minha vida. No que eu vou contar, a honra e a glória é somente dEle!

[box type=”shadow”]E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus. Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. (João 9:1-5)

[/box]

Não tenho dúvidas de que Deus teve propósitos com esse acontecido.

Por volta das 21h eu estava indo em direção ao meu carro, em um estacionamento de shopping, e quando eu entro no carro, uma mulher entra e senta do meu lado direito e um cara armado veio pra cima de mim pra me mostrar que estava armado, etc e depois de ter me ‘aterrorizado’ foi pro banco de trás. Nesse momento, fiquei totalmente desnorteada e já quis chorar, entreguei tudo e falei pra eles: “Me deixem ir, por favor, não façam nada comigo”. Não sei por que, mas de quebra ainda falei: “Eu sou evangélica, sou cristã, não vou nem reagir”. E a mulher falou: “E daí, eu também já fui!” E, realmente, quanta “arrogância” em uma frase. Não era uma religião ou um “rótulo” de cristã que iria fazer eles me libertarem dali, e sim o poder do meu Pai.

[box type=”shadow”]Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o PODER de serem feitos FILHOS de Deus, aos que crêem no seu nome. (João 1:12)[/box]

E eu, “Epa, Deus. Me passa tua calma, em nome de Jesus. Me dá esse livramento e eu vou honrar mais ainda o teu nome”. E, de repente, a vontade de chorar foi embora e eu comecei a tranquilizá-los, até porque ELES estavam muito nervosos. Como eles disseram que queriam dinheiro, já falei logo pra gente ir na minha agência bancária e sacarmos o dinheiro. Saímos do shopping e fomos até o banco. Ao chegar lá, a mulher desceu e eu fiquei no carro com o cara armado. Abaixei a minha cabeça na direção e comecei a orar. O cara perguntou: “Tu tá orando, é?”. Falei que sim, e que essa era a única maneira de eu recorrer a ajuda de alguém, o único “alguém” que poderia me SALVAR (Em todos os sentidos). E ele falou: “É, você tá certa, continue assim, Deus é muito bom. Eu não sei o que aconteceu que, de repente, eu me afastei dEle. Eu desci da cruz.” Começamos a conversar sobre algumas igrejas de Fortaleza etc, e foi o tempo que a mulher chegou e o assunto foi encerrado. Depois ela pediu pra ir a um outro shopping por perto. Deixei o carro em uma rua meio esquisita, a pedido deles, ela desceu pra fazer as compras e eu, novamente, fiquei com ele no carro. Voltamos a conversar. Ele foi me contando sobre a vida difícil dele, sobre o que já tinha feito na vida e bla bla, e novamente voltei a falar sobre Deus, voltei a falar do amor INCONDICIONAL que Ele tem por nós, independente do que façamos, Ele está ali de braços abertos pra nos receber e nos perdoar. E, sinceramente, não lembro tudo, mas sei que conversamos muito sobre relacionamento com Deus, acho que foi saindo o que o Espírito Santo queria que eu falasse. Lembro que, em algum momento, falei algo sobre ele chegar em casa e fazer uma oração antes de dormir. Ele até falou: “é, pode ser, vou ver”.

Conforme fomos conversando, acho que Deus colocou no meu coração o desejo de fazer uma oração com ele. E quando eu pensava em pedir pra orar, o medo da reação dele vinha e eu não falava nada. Mas teve uma hora que eu não aguentei e pedi pra fazer uma oração com ele, não precisariamos nem mudar de posição, só fechar os olhos e eu oraria em voz alta. Ele teve inicialmente uma reação de susto, mas depois falou que eu podia orar. E eu orei, orei.. e pronto. No meio da oração, eu escutei ele falando “Glória a Ti, Senhor”. Quando terminamos, ele falou: “Poxa, não sei porque isso foi acontecer logo contigo, tu é tão legal, não merecia tá passando por essa situação, mas é isso aí, não desça da cruz” (novamente). E, não lembro as palavras exatas, mas falei que eu não estava triste por aquela situação, porque eu sei que Ele não faz NADA por acaso, Ele não permite que as coisas aconteçam porque “tá sem tempo” pra cuidar. Pelo contrário, Ele tem seu propósito. Até falei pra ele que, quem sabe Deus não queria que ele (sequestrador) voltasse pros braços do Senhor e usou essa situação pra isso. E também pra firmar mais a minha fé, unir mais a minha família, entre outras coisas. Expressei a minha felicidade em estar viva, em estar bem.

Quando uma coisa ruim acontece, não devemos sempre pensar como os díscipulos da história lá de cima. Mas ter a FÉ de que Ele cuida tanto de nós que, quando nos tornamos dependentes dEle, vão acontecer coisas na nossa vida que só Deus sabe o motivo de ter ocorrido naquele momento. E, muitas vezes, ele tira a cegueira dos nossos olhos e nos faz enxergar a vida de uma maneira totalmetne diferente.

A mulher retornou do shopping e eles disseram que queriam me deixar em rua abandonada. Deus é tão cuidadoso de um jeito que eu falei: “Mas gente, se vier alguém roubar o carro e ver que não tem nada, vão querer me levar, quem sabe até abusar”. Eles nem exitaram, foram logo falando: “É verdade, não podem fazer isso contigo não”. Me deixaram em uma rua não muito movimentada, mas perto de uma que era. Enfim, eles me deixaram “presa” dentro do carro e saíram com a chave. No final, o cara ainda pediu desculpas por essa situação e falaram que Deus me daria o dobro do que eu perdi”. Mas mal sabiam eles que, na verdade, eu ganhei MUITO com essa experiência. Deus me deu esse livramento. E mais, Deus deu o filho dEle pra morrer no meu lugar. Isso é o máximo que eu poderia ganhar em toda a minha vida. Não há dinheiro que pague por isso.

Enfim, esse é o meu testemunho; tocante ou não na vida de alguém eu não sei. Se o sequestrador chegou em casa e orou, só Deus sabe. Mas a Palavra NUNCA volta fazia e a obra agora é de DEUS. Deus continue nos abençoando! 🙂

Milena Ferrer

Soli Deo Gloria

Um comentário sobre “Tudo para a glória de Deus

  1. Milena Ferrer disse:

    Depois de quase 4 anos, reler isso aqui me deu um novo ânimo e me relembrou que “até aqui o Senhor me ajudou”! Deus é cuidadoso nos detalhes e amo saber que as misericórdias dEle se renovam a cada manhã, mesmo eu sendo quem sou! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s