Salmos de Alegria {Parte 3}

Salmo 51

1 Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; e, segundo a multidão das tuas misericórdias, apaga as minhas transgressões. 2 Lava-me completamente da minha iniqüidade e purifica-me do meu pecado. 3 Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. 4 Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mau perante os teus olhos, de maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar. 5 Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe. 6 Eis que te comprazes na verdade no íntimo e no recôndito me fazes conhecer a sabedoria. 7 Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo que a neve. 8 Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que exultem os ossos que esmagaste. 9 Esconde o rosto dos meus pecados e apaga todas as minhas iniqüidades. 10 Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. 11 Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito. 12 Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário. 13 Então, ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores se converterão a ti. 14 Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação, e a minha língua exaltará a tua justiça. 15 Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca manifestará os teus louvores. 16 Pois não te comprazes em sacrifícios; do contrário, eu tos daria; e não te agradas de holocaustos. 17 Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus. 18 Faze bem a Sião, segundo a tua boa vontade; edifica os muros de Jerusalém. 19 Então, te agradarás dos sacrifícios de justiça, dos holocaustos e das ofertas queimadas; e sobre o teu altar se oferecerão novilhos.

Este é um Salmo do “livro 2” dos salmos, em que o conteúdo passa de confusão a confissão. Este Salmo 51, Davi preparou ao encontrar-se com o Profeta Natã depois de ter cometido adultério conforme escrito está em 2 Samuel 12.13: “Então disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. Disse Natã a Davi: Também o Senhor te perdoou o teu pecado; não morrerás.”

Davi nos mostra que para ter felicidade nesta vida é preciso deixar Deus o transformar por completo.

  1. Feliz é aquele que busca Deus com sinceridade (1-6)

Os primeiros versículos deste Salmo, que é uma oração de arrependimento, trazem em primeiro lugar confiança ao agir de Deus. Veja que Davi apela à misericórdia de Deus para seu processo de cura seja completo (vs. 1,2).

Os versos 3 a 6 são uma clara manifestação de uma oração sincera, que se abre para Deus. Davi então é conhecido como o homem segundo o coração de Deus, para tal vejamos algumas ações presentes nesta oração:

  • Reconhece que é pecador (3);
  • Sabe das consequências do seu pecado (4);
  • Reconhece sua natureza (5);
  • Sabe que esse reconhecimento vem de Deus (6).
  1. Feliz é aquele que é perdoado e restaurado por Deus (7-12)

A oração continua e Davi sabe que só Deus pode perdoar e restaurar sua vida. Então depois de reconhecer sua condição pecaminosa, ele clama por purificação e sabe que o Senhor o faria limpo, alegre e apagaria seus pecados. Interessante que hoje temos essa total percepção de Deus revelada em Jesus Cristo, porém Davi já reconhecia tudo isto em Deus!

No versículo 10 temos uma importante declaração. De que só Deus pode criar um coração puro e um espírito reto. O nosso problema está em buscar dentro de nós fazer aquilo que só Deus pode fazer. Já o versículo 11 traz uma exclusividade do Antigo Testamento que é a possibilidade de Deus remover seu Espírito e isto ligado à compreensão da presença de Deus.

O versículo 12, na oração, é um pedido de um homem que está infeliz e sem vontade de servir a Deus. Será que existem pessoas assim hoje? É Deus quem pode trazer o verdadeiro sentido de servir com alegria. No Salmo 100.2, está escrito: “Servi o Senhor com alegria. […]”

  1. Feliz é aquele que testemunha e louva ao Senhor (13-17)

Na certeza da restauração que Deus o traria, Davi promete que testemunharia de Deus aos que ainda não O temem (13). Nos versículo 14 e 15 Davi apela para algo pessoal, pois ele teria sobre si a pena de morte por conta do assassinato de Urias. E promete que será um proclamador da vontade do Senhor e um cantor de Deus, reconhecendo (vs. 16) aquele tipo de culto que não agrada a Deus. Pois o verdadeiro culto que recebe a atenção de Deus está explícito neste versículo 17: “Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito não desprezarás, ó Deus”.

  1. Feliz é aquele líder que confia seu povo ao Senhor (18, 19)

Por fim Davi declara sua confiança ao Senhor e que isto também deve ser uma prática do seu povo. Desse modo tanto o líder como a nação encontram em Deus a felicidade.

Salmo 33.12

“Feliz a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo que Ele escolheu para sua herança”.

Por fim, num Salmo que muitos vêem como depressivo e de lamentação, eu vejo uma oração sincera de arrependimento e certeza dos cuidados de Deus. O que isto seria, senão motivo de alegria?

Soli Amori Christi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s