Deus é Deus e o esvaziamento de conteúdo

Quem me conhece sabe o quanto sinto muito pelo desenvolvimento “ladeira abaixo” da música no mundo evangélico. E diferente do que alguns pensam eu não fico criticando movimento gospel apenas por ser um chato.

Tudo bem, eu sou um chato! Mas qualquer bom leitor de Bíblia precisa concordar que conteúdo bíblico está desaparecendo dos movimentos “gospeis” e isso já tem um tempo. Outra coisa é que a música ruim me incomoda, não porque sou anti-arte. Pelo contrário, eu amo música, passo o dia todo ouvindo minhas playlists e por isso a queda de qualidade me atinge tanto. Mas não apenas a mim. Eu sinto muito por todas as pessoas vinculadas a um movimento cheio de pessoas vazias! Um copo vazio está sempre cheio de ar…

Me incomoda ouvir rimas soltas e músicas comerciais que perdem em qualidade musical e intelectual para as músicas de propaganda de refrigerante. Letras que reproduzem o óbvio, como luz é luz, branco é branco ou Deus é Deus. Artistas que arrancam aplausos e assobios da platéia ao fazer uma performance de dança, não que seja contra a dança, assim como a música, dança é uma expressão de arte. Mas quando dizem que dança é uma forma de adoração pública, eu sinto muito. Pois caso o dançarino seja um adorador, todo o público é simplesmente telespectador de adoração! A música (com conteúdo), mesmo que não saibamos cantar, serve para nos edificar, assim como a pregação. Mas, o que o outro dançando me edifica?

Será que estamos refletindo tudo isso? Está escrito: Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente. (1Coríntios 14:15)

Eu oro a Deus clamando por uma juventude que busca inspiração nas Escrituras para desenvolver sua arte e, assim, contrapor esse movimento que faz músicas legais e depois buscam na Bíblia justificativas para suas letras que às vezes “ninguém explica”.

Eu peço a Deus que aumente meu temor à Ele mesmo. Pois só assim vou preparar sermões que trazem Cristo como centro e não os meus achismos.

E peço perdão por todas as vezes em que empobreci o discurso para satisfazer ao homem.

Soli Amori Crhisti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s