A copa dos imigrantes

A poucos dias o mundo inteiro (na verdade apenas alguns torcedores) parou para acompanhar o Mundial de Futebol masculino, conhecido como Copa do Mundo.

Apesar das diversas opiniões sobre as novas regras (VAR), as polêmicas envolvendo jogadores e técnicos e as seleções “menores” avançando. Essa Copa foi realmente diferente de tudo que já vimos.

O Brasil, única seleção que carrega cinco títulos também pode ser considerada ironicamente como uma das maiores perdedoras de mundiais, considerando o número de participações sem sucesso!

Partindo para a final, tivemos uma interessante partida entre Croácia e França. Disputa de um título que seria inédito para os croatas ou uma segunda vez em que a seleção francesa ergueria a taça. E assim temos uma bicampeã seleção francesa de maioria imigrantes. Isto tem me chamado atenção: uma seleção composta, na maior parte de jogadores filhos de pais vindos de outras pátrias, justamente numa época que esse assunto tem dividido países até com a criação de muros.

Ao estudar a Palavra de Deus. É fácil perceber que desde o Antigo Testamento o povo de Deus é composto por imigrantes, um povo em busca de sua terra que vive em peregrinação do “jardim para as tribos; das tribos para as cidades; e das cidades para o céu”.

Um dos autores do Novo Testamento ao citar alguns grandes nomes do Antigo Testamento disse: Todos estes morreram na fé, sem ter obtido as promessas; vendo-as, porém, de longe, e saudando-as, e confessando que eram estrangeiros e peregrinos sobre a terra. {Hebreus 11.13}

Numa compreensão maior TODOS os cristãos são peregrinos nesta terra, porém somos parte de um mesmo povo, pois assim está escrito:

Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus. {Efésios 2:19}

Já parou para imaginar como será lindo, um céu repleto de imigrantes? Povos de línguas, raças e nações diferentes todos juntos adorando ao único Deus?

ENTÃO CREIA EM JESUS E SEJA MAIS UM IMIGRANTE NESTA TERRA!

Soli Amori Christi

Vingadores: Guerra e Sacrifício

Após assistir a recente estréia dos filmes da Marvel Studios intitulado Vingadores: Guerra infinita, eu fiquei impactado com o formato de filme ou “meio filme” que este universo cinematográfico desenvolveu.

É o primeiro filme desta natureza que a historia gira em torno do vilão e não especialmente nos heróis. E para não dar spoilers eu vou direto à aplicação de algo que mais me chamou atenção no filme… a ideia de sacrifício!

Pois é. Sacrifício é algo que está tão presente no cristianismo, é abordado em diferentes perspectivas no longa metragem, seja por boa razão ou não.

Na Bíblia há um primeiro sacrifício realizado pelo próprio Deus em animais, para que a nudez de Adão e Eva fosse coberta. Isso se deu como necessário após a desobediência a Deus em que o casal provou do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Árvore essa que Deus havia proibido o acesso no seu jardim.

Desde então, o homem desobediente aprendeu a realizar sacrifícios para “cobrir” seus pecados, até que vem o grande sacrifício realizado por Cristo Jesus, ao se entregar e morrer para que tivéssemos vida (João 3.16).

Mas não creio que o grande sacrifício simplesmente sessou a necessidade de sacrifícios em nossas vidas. Calma! O sacrifício de Jesus é completo e único em seu propósito, porém todo bom e verdadeiro cristão sabe que para exercer sua fé, é preciso sacrificar muitas situações na vida, inclusive o próprio EU.

No filme temos o sacrifício heróico e o sacrifício insano e quando penso em aplicar na vida cristã, vejo que não cabe nem um desses dois sacrifícios. Na vida cristã temos pelo menos dois outros sacrifícios:

1. Gratidão – não há algo que façamos que possa pagar o preço de Jesus na cruz. Desse modo, qualquer sacrifício meu por amor ao Evangelho é pouco, porém como sou eternamente grato a Deus, devo viver em eterna gratidão;

2. Obediência – Jesus Cristo nos deixou uma missão e ela vem sendo cumprida pelos discípulos e seguidores de Jesus, independente das consequências e na maioria dos casos há muito sacrifício para seguir e servir a Deus.

Sei que não estamos num filme.

A vida real é cheia de guerras e sacrifícios.

Minha oração é que estejamos do lado certo da guerra e sacrificando aquilo que realmente importa para nossa vida com Deus!

Soli Amori Christi

Ação ou poluição?

Toda vez que vejo um debate político nas redes sociais, eu questiono se realmente estamos dispostos a mudar. Me parece que aquilo que realmente incomoda é a impunidade alheia, pois o outro conquistou “sucesso” de maneira ilícita e eu não!

Recentemente ouvi uma mensagem onde foi dito:

– Numa enorme fila de banco, onde um amigo trabalha internamente neste banco passa e se oferece para pagar nosso boleto lá dentro furando toda a fila, quem aqui não aceitaria?

Para a maioria de nós esse tipo de corrupção é normal. Mas para um cristão não deveria ser.

As redes sociais estão cheias de debates políticos sejam de direita, esquerda, centro avante, zagueiro… hahaha. Não importa qual sua cor partidária, eu só vejo poluição visual e auditiva ao invés de AÇÃO EFETIVA!

Está escrito: O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da Lei. [Romanos 13:10]

Se eu amo, ao invés de debater a impunidade, eu devo usar minha inteligência para resolver os problemas que a impunidade causou! Essa ação será meu maior discurso, minha melhor argumentação, ainda que seja sem “textão” e sem selfies.

Por mais pessoas “menos discussão e mais ação!”

Portanto, aquele que sabe que ele fazer o bem e não o faz nisso está pecando. [Tiago 4.17]

Soli Amori Christi

Contemplatividade

De acordo com a internet (!), a mesma foi criada em 1969 nos EUA. Chamada de Arpanet, tinha como função interligar laboratórios de pesquisa, assim nasceu o compartilhamento eletrônico de informações, que inicialmente só era transmitido algo próximo daquilo que conhecemos como e-mail. Naquele mesmo ano, auge da Guerra Fria foi que, segundo “dizem”, o homem pisou pela primeira vez na Lua. No mesmo ano aconteceu um conhecido festival musical estadunidense chamado Woodstock, considerado por muitos como o maior festival de rock de todos os tempos.

Daí você pergunta: o que o “bebê internet”, o homem na Lua e um festival de rock têm em comum? A minha resposta é que este período marcou o início de uma mudança significativa na forma como a sociedade transmite e absorve informações. A internet é uma ferramenta indiscutível neste ramo; a viagem espacial nos fez expectadores de tudo aquilo que se vê na TV; e o Woodstock foi considerado um grito de liberdade de uma geração sem voz. Até então jovens e adolescentes não tinham a menor abertura para opinar, pois alguém com até duas décadas de vida não tinha experiência e conhecimento suficiente para contribuir com suas ideias naquilo que era coisa de adulto. Só que os tempos mudaram hoje qualquer um faz juízo de tudo e de todos, independente da idade todos têm algum tipo de opinião e oportunidade de publicar pra quem quiser ler, ouvir e assistir.

A Bíblia diz em Tiago 4.17: Portanto, aquele que sabe que ele fazer o bem e não o faz nisso está pecando. Eu tenho uma apreciação especial por esse versículo! No contexto, a partir do versículo 13, a carta de Tiago que é muito prática, nos traz um confronto com respeito a falibilidade dos planos humanos diante do plano de Deus. E o versiculo que destaquei é simples e direto… Pecado é saber e não fazer o bem.

Meu questionamento é:

Se no passado, mesmo sem voz, muitos conseguiram realizar grandes feitos através de suas atitudes, porque hoje, ao conquistarmos voz (como nunca), não temos mais boas atitudes memoráveis?

Assim denomino de JUVENTUDE CONTEMPLATIVA, uma geração inteira que tem nas mãos o poder da comunicação e o usam muito bem (ou não), mas não demonstram força de vontade para concretizar seu belo discurso. Hoje muito se fala, mas quase nada é realizado! É possível encontrar opinião sobre tudo: política, religião, artes, esportes, saúde e tudo mais que você possa imaginar. Até mesmo é muito comum a crítica da crítica, que é o fato de discordar da discordância do outro.

Quero deixar claro que não sou contra críticas e opiniões. Mas tenho muita expectativa em ver mais atitude em vez de milhares de vozes que no fim não falam muita coisa. Fico imaginando Jesus com 12 anos “pregando” para doutores da Lei no templo (Lucas 2.42-47). Naquele tempo era um absurdo alguém tão jovem ser tão sábio, e o texto ainda diz que fora interrogado e suas respostas admiravam a todos. Só tem um detalhe mais que especial… Jesus colocou TUDO em prática!!!

E você, vai fazer o quê?

Pode criticar meu texto. Mas faça algo depois…

#RevoluciAME

Soli Amori Christi

Nós também matamos crianças

Aylan Kurdi, o menino sírio de 3 anos que foi encontrado morto em uma praia da Turquia e cuja foto se tornou uma representação da crise migratória na Europa, falou nesta quinta-feira  sobre a tragédia. Abdullah Kurdi perdeu também a mulher e outro filho de 5 anos no naufrágio.

“Tínhamos jalecos salva-vidas, mas o barco afundou porque várias pessoas se levantaram. Carreguei a minha mulher nos braços. Mas meus filhos escorregaram das minhas mãos”, contou ele.

Quando digo que nós também matamos crianças, não me refiro a algum tipo de guerra ou crise migratória no Brasil, aqui não temos essas coisas. Mas vivemos num país em que é comum ver crianças trabalhando a céu aberto. Um país que é comum ter conhecimento de crianças vítimas de abuso sexual. Um país onde indefesos precisam ser violentos por conta da violência urbana. Um país que desaprendeu o que é educação.

Quando, destas formas, estamos matando centenas de crianças todos os dias, fica mais do que claro que não conseguimos ser responsáveis por ninguém. Que Deus tenha misericórdia de nós!

Salmo 127:1-5

Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem. Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão. Como flechas na mão do guerreiro, assim os filhos da mocidade. Feliz o homem que enche deles a sua aljava; não será envergonhado, quando pleitear com os inimigos à porta.

Soli Amori Christi

Charlie, Charlie e a propaganda irrefletida gratuita

Muito se tem falado dessa “brincadeira” de mal gosto do desafio Charlie, Charlie e as pessoas não pararam pra pensar no que realmente é verdade por trás disso tudo. Simplesmente saem falando do assunto, seja defendendo, ou seja atacando, eles estavam realmente preocupados com o que poderia causar.

Engraçado (ou não) é ver evangélicos tão empenhados defendendo a sua causa sem saber exatamente do que estava falando. Quando, na realidade trata-se apenas de um golpe de marketing em que o povão foi usado para promover um filme de terror numa propaganda irrefletida gratuita.

Aí muitos poderão dizer que aquilo realmente tem uma influência maligna. Se assim for, quando divulgamos demais, não estaríamos dando “ibope” pro diabo? Mas outros vão dizer não, aquilo é nada de influência espiritual, tratava-se apenas de um subconsciente induzido, loucura coletiva, hipnose… Sei que vão dizer muitas coisas, mas cá pra nós vamos ver o que a bíblia diz a respeito de assuntos como este.

Primeiro – Deus proíbe qualquer tipo de prática que traga alguma margem de espiritismo ou comunicação com os mortos. (Leia Deuteronômio 18. 10-14)

Segundo – quando realmente tem influência maligna Jesus é o maior exemplo pra nós, Ele mostra que a nossa resposta deve ser obedecer a Deus e à sua palavra vamos ver o texto a seguir:

Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. O tentador aproximou-se dele e disse: “Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães”. Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’. ” Então o Diabo o levou à cidade santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: “Se és o Filho de Deus, joga-te daqui para baixo. Pois está escrito: “ ‘Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra’. ” Jesus lhe respondeu: “Também está escrito: ‘Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus’. ” Depois, o Diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor. E disse-lhe: “Tudo isto te darei se te prostrares e me adorares”. Jesus lhe disse: “Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus, e só a ele preste culto’. ” Então o Diabo o deixou, e anjos vieram e o serviram. (Mateus 4.1-11)

Está muito claro que Jesus respondeu a astúcia de satanás com a Palavra de Deus. Então, ao invés de ficar atacando ou defendendo causas na internet que nem sei quais são. Devemos usar melhor o nosso tempo para Palavra de Deus. Somente a Palavra dá discernimento e somente Deus tem poder para nos livrar de qualquer mal.

Soli Deo Gloria

Je suis du Christ

Com toda a acessibilidade à informação vejo um mundo onde as pessoas militam por novas causas quase que diariamente. Seja proteção a animais, a qual sou adepto, seja defesa político/partidária, seja um ato racista a um jogador de futebol ou até um atentado terrorista. Lá estão os ativistas que em muitos casos tomam partido de algo ou alguém sem ao menos investigar.

Em meio às redes sociais tudo, mas tudo mesmo, vira modinha. As pessoas estão perdendo ou já perderam um senso crítico e nem ao menos desconfiam das fontes de informação. Se algo tornou-se “viral” na internet, impensadamente milhares de pessoas nutrem a propaganda gratuita virtual e chegam até discutir por razões que muitas vezes desconhecem.

Mais incrível ainda é ver cristãos militando por causas que variam do banal até ao que é agressivo à nossa fé. Como o caso do atendado terrorista na última semana na França. Sou totalmente contra o meio violento adotado pelos radicais islâmicos, porém eu não sou Charlie pelo simples fato de aquele periódico também agredir diversas vezes a minha fé em Jesus Cristo.

Falando em fé… Onde estão os cristãos na hora de defender a vida de uma criança ainda em formação no ventre materno? Onde estão os cristãos na defesa do verdadeiro modelo familiar? Onde estão os cristãos protestantes, que na realidade hoje são mais modelos carismáticos “gospeis” do que os discípulos que morriam pelo amor ao ensino da Palavra!

Verdadeiros cristãos estão em extinção!!!

{Biblifique-se}

Soli Deo Gloria