Vingadores: Guerra de Liderança

Esse filme Vingadores: guerra infinita realmente mexeu comigo. Seja em produção cinematográfica, seja numa história corajosa, a Marvel está acertando muito em seus filmes.

Já escrevi um texto falando sobre a ideia de sacrifício tão presente neste filme, porém algo me chamou atenção na dinâmica de relacionamentos dos heróis. Juntar tantos heróis de diferentes culturas foi um grande desafio, porém toda boa equipe precisa de um líder, imagina então, juntar uma equipe onde há vários líderes. Agora imagina que alguns desses líderes não são verdadeiramente líderes, principalmente numa perspectiva bíblica.

Você já ouviu a expressão: é muito cacique para pouco índio?

Foi exatamente isso que aconteceu no filme. Que além dos caciques ainda tinham alguns índios que decidiram agir por conta própria, o que nos traz lições de como NÃO devemos agir! Foram pelo 7 personagens que tiveram atitudes que denominarei de síndrome de cacique. São eles: Homem de ferro, Dr. Estranho, Thor, Sr. Das Estrelas, Rocket, Gamorra e Homem-aranha.

Agora vejamos o que a bíblia diz sobre o verdadeiro sentido de liderança…

E chegaram a Cafarnaum. Em casa, perguntou-lhes: O que discutíeis no caminho? Mas eles se calaram, pois haviam discutido pelo caminho qual deles era o maior. Então, sentando-se, chamou os Doze e lhes disse: Se alguém quiser ser o primeiro, será o último e o servo de todos.

Este texto em Marcos 9.33-35, narra que alguns discípulos de Jesus estavam desenvolvendo essa síndrome de cacique. Interessante é que esses homens já estavam convivendo com Jesus e desfrutando do maior exemplo de liderança que pisou nesta terra.

Tanto no filme quanto na Bíblia, as atitudes que nos faz deixar uma natureza de servo para ser um chefe, vêm recheada de arrogância, egoísmo e prepotência. Tudo isso é contrário à proposta exemplar de Jesus Cristo, Ele disse que aqueles que querem ser seus seguidores devem negar a si mesmo, tomar a cruz, para assim, segui-lo.

O verdadeiro líder servo, tal como Jesus, é aquele que considera-se último, ou seja, é o “não-privilégios”, é pensar nos outros antes de mim, é correr para ficar no último lugar da fila.

Nesses três anos como pastor em tempo integral, tenho aprendido muito, principalmente com a equipe de liderança ministerial que Deus nos têm presenteado. Nela temos desenvolvido a máxima: transforme suas preocupações em cuidado. Onde cada jovem, ao identificar uma área carente ou débil, ele se torna a pessoa mais indicada para orar, se levantar e cuidar daquela área. Assim, temos desenvolvido um modelo estrutural de equipe resolutiva com mais disposição a ajudar.

O contrário do líder servo são pessoas que apenas reclamam e dão ideias para que os outros resolvam. Pessoas assim vivem frustradas, por não verem suas solicitações atendidas e procuram sempre estar numa posição confortável distante de problemas e sempre culpam os outros quando as coisas não dão certo.

Fico sempre pensando o quanto ser um líder servo é desafiador, pois somos “treinados” a ser mais, a mandar em alguém. Fico imaginando como aqueles discípulos vacilaram ao discutir sobre a forma errada de ser o maior, quando tinham diante deles o maior líder do universo. Mas também me preocupo quando tenho o exemplo em mãos e ainda vacilo quando tenho atitudes não servis.

Minha oração é por pessoas sempre dispostas a serem os últimos e gente que é resposta de Deus para resolver os problemas à sua volta.

Soli Amori Crhristi

Ser igreja é…

Filipenses 2:1-18

1 Se há, pois, alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há entranhados afetos e misericórdias, 2 completai a minha alegria, de modo que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de alma, tendo o mesmo sentimento. 3 Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. 4 Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros. 5 Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; 7 antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, 8 a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. 9 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai. 12 Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; 13 porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade. 14 Fazei tudo sem murmurações nem contendas, 15 para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo, 16 preservando a palavra da vida, para que, no Dia de Cristo, eu me glorie de que não corri em vão, nem me esforcei inutilmente. 17 Entretanto, mesmo que seja eu oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, alegro-me e, com todos vós, me congratulo. 18 Assim, vós também, pela mesma razão, alegrai-vos e congratulai-vos comigo.

Paulo exorta a igreja a uma vida de igualdade, apresenta Cristo como exemplo maior e a razão de seu ministério.

 Igualdade

Os versículos 1 a 4, Paulo fala da importância de um grupo de pessoas pensar harmonicamente. Aqui é preciso deixar claro, que não se trata de pessoas alienadas e sim focadas num mesmo propósito, ele diz:  Se há, pois, alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há entranhados afetos e misericórdias. São estas áreas que a igreja precisa viver em harmonia!

E para que o o objetivo seja igualitário, não se deve fazer por rivalidade, orgulho ou egoísmo (cf. 3,4). Infelizmente essas coisas tão lógicas que prejudicam qualquer convivência, que são as mais comuns nas igrejas. Triste fato!

Exemplo

A partir do versículo 5 que ele começa orientando para que as pessoas tenham o mesmo sentimento de Jesus, que é um sentimento de servidão, estar abaixo do Senhor, ainda que naturalmente divino, Cristo assumiu sua posição como homem. Assim podemos entender através de Lucas 22.42: […] dizendo: Pai, se queres afasta de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua. Lucas aqui está narrando as palavras de Jesus momentos antes a qual no Getsemani Ele suou sangue! Apesar da angústia e dor daquilo que estava para acontecer, Ele escolheu humilhar-se.

Este que se humilhou é aquele que tem o nome acima de todo nome e é o nosso Senhor. Se o Senhor agiu como servo, porque nós somos teimosos em querer agir como senhores?

Razão

Esse versículo 12 que diz: Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor. É vítima de muitas interpretações equivocadas. Quando Paulo fala aqui para que os crentes desenvolvam ou realizem (versão bíblica) sua salvação, ele não está passando a ideia de que a salvação é mérito meu ou seu e nem muito menos que é algo possível de se perder.

Essa palavra traduzida para o verbo desenvolver, também significa modelar, que neste texto traz o significado de que devemos nos modelar àquele que nos salvou. Ou seja, simplesmente viver nos moldes de Cristo Jesus!

É no versículo 13 que Paulo tira qualquer ideia de que a salvação é nosso mérito, quando diz que Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.

Nos versículos 14 a 18 Paulo explica como ser diferença nesta geração pervertida e corrupta. Será que nossa geração é também assim? Se sim, então devemos seguir os conselhos de Paulo ao orientar que devemos proceder:

  • sem queixas ou discórdias (14);
  • retendo a palavra da vida (16);
  • em alegria e alegrando aos outros (Paulo encarcerado).

Assim também nós devemos… Olhar e agir de igual para igual seguindo o exemplo de Cristo na certeza da razão e proceder de nossa fé!

Soli Amori Christi