A copa dos imigrantes

A poucos dias o mundo inteiro (na verdade apenas alguns torcedores) parou para acompanhar o Mundial de Futebol masculino, conhecido como Copa do Mundo.

Apesar das diversas opiniões sobre as novas regras (VAR), as polêmicas envolvendo jogadores e técnicos e as seleções “menores” avançando. Essa Copa foi realmente diferente de tudo que já vimos.

O Brasil, única seleção que carrega cinco títulos também pode ser considerada ironicamente como uma das maiores perdedoras de mundiais, considerando o número de participações sem sucesso!

Partindo para a final, tivemos uma interessante partida entre Croácia e França. Disputa de um título que seria inédito para os croatas ou uma segunda vez em que a seleção francesa ergueria a taça. E assim temos uma bicampeã seleção francesa de maioria imigrantes. Isto tem me chamado atenção: uma seleção composta, na maior parte de jogadores filhos de pais vindos de outras pátrias, justamente numa época que esse assunto tem dividido países até com a criação de muros.

Ao estudar a Palavra de Deus. É fácil perceber que desde o Antigo Testamento o povo de Deus é composto por imigrantes, um povo em busca de sua terra que vive em peregrinação do “jardim para as tribos; das tribos para as cidades; e das cidades para o céu”.

Um dos autores do Novo Testamento ao citar alguns grandes nomes do Antigo Testamento disse: Todos estes morreram na fé, sem ter obtido as promessas; vendo-as, porém, de longe, e saudando-as, e confessando que eram estrangeiros e peregrinos sobre a terra. {Hebreus 11.13}

Numa compreensão maior TODOS os cristãos são peregrinos nesta terra, porém somos parte de um mesmo povo, pois assim está escrito:

Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus. {Efésios 2:19}

Já parou para imaginar como será lindo, um céu repleto de imigrantes? Povos de línguas, raças e nações diferentes todos juntos adorando ao único Deus?

ENTÃO CREIA EM JESUS E SEJA MAIS UM IMIGRANTE NESTA TERRA!

Soli Amori Christi

Je suis du Christ

Com toda a acessibilidade à informação vejo um mundo onde as pessoas militam por novas causas quase que diariamente. Seja proteção a animais, a qual sou adepto, seja defesa político/partidária, seja um ato racista a um jogador de futebol ou até um atentado terrorista. Lá estão os ativistas que em muitos casos tomam partido de algo ou alguém sem ao menos investigar.

Em meio às redes sociais tudo, mas tudo mesmo, vira modinha. As pessoas estão perdendo ou já perderam um senso crítico e nem ao menos desconfiam das fontes de informação. Se algo tornou-se “viral” na internet, impensadamente milhares de pessoas nutrem a propaganda gratuita virtual e chegam até discutir por razões que muitas vezes desconhecem.

Mais incrível ainda é ver cristãos militando por causas que variam do banal até ao que é agressivo à nossa fé. Como o caso do atendado terrorista na última semana na França. Sou totalmente contra o meio violento adotado pelos radicais islâmicos, porém eu não sou Charlie pelo simples fato de aquele periódico também agredir diversas vezes a minha fé em Jesus Cristo.

Falando em fé… Onde estão os cristãos na hora de defender a vida de uma criança ainda em formação no ventre materno? Onde estão os cristãos na defesa do verdadeiro modelo familiar? Onde estão os cristãos protestantes, que na realidade hoje são mais modelos carismáticos “gospeis” do que os discípulos que morriam pelo amor ao ensino da Palavra!

Verdadeiros cristãos estão em extinção!!!

{Biblifique-se}

Soli Deo Gloria