Falta Cristo

Ao assistir uma entrevista com o Pr. Wilson Porte fui confrontado com a ideia de que muitos evangélicos hoje têm dificuldade de evangelizar pelo fato de que pouco se conhece o protagonista do evangelho, ou o próprio Evangelho – Jesus Cristo.

Comecei então a refletir sobre as áreas que tangem a igreja evangélica brasileira e se realmente esta afirmação do pastor tem algum fundamento. Vejamos algumas dessas áreas:

Reflexão Bíblica

Não é preciso ser teólogo para perceber que em muitos redutos evangelicais as pregações não contam com uma real explanação a respeito de Cristo. O que me refiro não é apenas usar exemplos ou palavras tipo: “disse Jesus”. Está faltando o ensino a respeito da pessoa de Cristo, suas obras, mensagens e exortações. Se perguntarmos a qualquer pregador cristão se ele prega de maneira cristocêntrica, 99% responderá que sim. A questão é… será que este discurso está presente nos púlpitos?

Estudos Bíblicos

Muitas igrejas ainda hoje mantém a estrutura de Escola Bíblica Dominical, outras, no entanto utilizam outros métodos e dias para o ensino cristão. Aqui a pergunta é: nossos estudos eclesiásticos têm Jesus como início, meio e fim? Ou será que estamos estudando métodos, passos e fazendo campanhas? Por um lado temos essa forte influência da igreja norte americana que produz “cartilha” para tudo e nos tornamos extremamente metódicos e burocratas. Por outro lado temos igrejas sem métodos algum, que vive na improvisação do ensino onde o foco é a experiência pessoal e a manifestação de algum espírito.

Música, teatro e dança

Não é nenhuma novidade que o mercado gospel musical têm em seu foco o lucro em detrimento à real adoração! Aqui pergunto: e na igreja, temos cantado Cristo? Contamos em canção o que a palavra diz? A verdade é que a maioria nem sabe se a letra da música é uma poesia que pode ser uma heresia e até citam letras não-bíblicas como se fosse Palavra de Deus. Peças teatrais são excelentes ferramentas para transmitir a Palavra, aí pergunto: porque colocamos tanto a figura de satanás em nossas peças? Será que satanás tem toda essa atenção na Palavra? E a dança… Aaah a dança! Outra maneira de apresentar um talento em forma de adoração, só que esta ferramenta não faz parte do culto público, pois durante um culto em que há alguma apresentação de grupo de dança, só quem adora é o grupo, e a igreja toda torna-se telespectadora de adoradores e isto não é culto público.

Evangelismo

Aqui deveríamos estar tranquilos, pois evangelismo é falar de Cristo. Só que observando muitas agências ou atividades missionárias de igrejas percebe-se um foco acentuado nos métodos e passos para o evangelismo, material superproduzido e alegorias. Só falta o principal… O Evangelho! Muitos saem de suas igrejas para as ruas, ou fazem viagens evangelísticas até para outros países sem ao menos conhecer o Evangelho – a obra, exemplos e palavras de Cristo.

O Evangelho segundo Marcos traz no primeiro e último versículo dicas simples e diretas para acertarmos o alvo quanto ao conteúdo e objetivo do Evangelho:

Princípio do evangelho de Jesus Cristo, o filho de Deus.” (Marcos 1.1)

Então, saindo os discípulos, pregaram por toda parte, e o Senhor cooperava com eles confirmando a palavra com os sinais que os acompanhavam.” (Marcos 16.20)

No início devemos ser objetivos e ter autoridade para falar do Filho de Deus. Por fim, o próprio Deus alcançará os corações confirmando nossa missão.

Nem só de métodos vive o Cristão!

*Qualquer semelhança é mera intenção!

Evangelismo sem o Evangelho gera cristianismo sem Cristo!

{Biblifique-se}

Soli Deo Gloria

Radical Recife

VIDEOCONFERÊNCIA MARCA INICIO DE NEGOCIAÇÕES PARA
RADICAL CRACOLÂNDIA EM RECIFE

   Uma reunião entre líderes de Recife e o Pr. Celso Godoy, Coordenador estratégico de missões para grupos específicos da JMN, nesta terça (28/09) através de Videoconferência, marcou o inicio das negociações para a implantação do projeto Radical Cracolândia em recife, com previsão de instalação para os próximos dois anos.

    Presentes lideranças importantes do estado: Pr Ney Ladeia , Pr. Rudimar, Ir. Flora L. De Azevedo Ferreira, Ir.Damares Rodrigues, Ir. Zélia Freitas, Pr. Amaro Roberto, Pr. Maurício JMN, Pr. Joel , Ir. Elaine Nemézio , Sem. Leonardo Cristovão, Pr. Daniel Oliveira, Pr. Jades Cunha e Pr. Edvaldo Miranda.

    Na reunião, conduzida pelo Pr. Marcos Azevedo,representante da JMN no Recife, tanto os pastores presentes, como o Pr. Celso Godoy, manifestaram o desejo de investir no projeto, dando assim prosseguimento à proposta da JMN de implantar programas de atendimento a Dependentes Químicos em todo país, a exemplo do que já existe em São Paulo, na Missão Batista Cristolândia e no Rio de Janeiro, em fase de preparação de projeto, na região da Central do Brasil, com inicio previsto para o primeiro semestre de 2011.

    Pretendemos, nos próximos três anos, implantar pelo menos mais quatro projetos desta natureza, mas, para que isto seja possível, precisamos das orações dos irmãos, e participação efetiva de parceiros, para segurarem as cordas conosco e também estarem juntos nas ações propriamente ditas.

Artigo encontra-se no site da JMN

http://www.missoesnacionais.org.br/noticias.asp?codNoticia=1777&codCanal=38

Soli Deo Gloria

Missões apesar de mim

O passado de Paulo

    Existe um passado pouco amistoso na historia de vida de Paulo antes de ser conhecido como o apóstolo dos gentios. Um homem conceituado, um líder, conhecedor de filosofias, falava alguns idiomas e respeitado pelo império. Que currículo heim? Um bom partido para uma moça solteira ou um possível gerente para nossa empresa. Mas a Bíblia narra ainda uma outra especialidade de Paulo: Perseguir, prender, torturar cristãos, conforme Atos 8.3: “E Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão”. Isso não o impediu de cumprir com seu serviço missionário ao Senhor e mesmo marcado pelo seu passado (Atos 26.9-11) foi fiel a Deus desde o seu encontro com Jesus Cristo. Sejamos sinceros, muitos de nós não aceitaríamos enviar um “Paulo” para o campo missionário depois de tudo o quanto tinha feito contra a igreja.

O novo Paulo no presente

    Graças a Deus ele cumpriu sua missão, foi de extrema importância no plantio de diversas igrejas e um destemido missionário e sábio orientador para os diferentes problemas existentes até hoje nas igrejas. Mas isso só se deu depois de sua conversão no caminho para Damasco (Atos 9.3-5) e foi lá que, o homem ainda conhecido como Saulo deu o maior passo de sua vida: Encontrou, aceitou e caminhou segundo Jesus lhe orientou. Essas três etapas na vida de Paulo fala muito ao nosso coração. Muitos de nós lembramos bem do nosso “encontro com Jesus”, até detalhes do dia em que aceitamos a Cristo, mas o caminhar segundo nos é orientado pelo nosso Senhor não é sempre uma realidade em nossas vidas.

    O novo Paulo se torna um pregador em potencial, seu passado ainda é lembrado por muitos mas isso não o impede de continuar seu caminho. A nova vida em Jesus Cristo se fez conhecida através do testemunho de Paulo (Atos 9.20-22). Com ousadia pregou o evangelho mesmo correndo o risco de perder a vida, que exemplo!

A herança de Paulo

    “Assim, pois, as igrejas em toda a Judéia, e Galiléia e Samaria tinham paz, e eram edificadas; e se multiplicavam, andando no temor do Senhor e consolação do Espírito Santo (Atos 9.31)”
    O viajante e plantador de igrejas Paulo, antes conhecido como um incansável perseguidor de cristãos, agora é conhecido como um multiplicador da igreja do Senhor. Toda sua dedicação em testemunhar o evangelho deu força para muitos cristãos, incentivou outros à missão e até hoje temos Paulo como um exemplo de fé, obediência e perseverança. Responsável por grande parte do nosso Novo Testamento, Paulo conseguiu pastorear igrejas diferentes em locais diferentes com culturas diferentes.

    Tratou de cada assunto recorrente aqueles dias. A importância do casamento e o papel do marido e da esposa (I Coríntios), homossexualidade (Romanos), Salvação (Romanos), a Lei (Gálatas), Líderes na igreja e os últimos dias (I e II Timóteo) e tantos outros assuntos que ainda hoje são de extrema importância para a igreja. Tudo aconteceu por ele ter sido obediente a Deus. Pense uma coisa… se todos nós, os crentes, fôssemos tão obedientes quanto Paulo, não deixaríamos uma bela herança também?

Onde estão os Paulos dos nossos dias?
“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.”
(Mateus 28.18-20)
    Que o IDE de Jesus é para cada um de nós, todos já sabemos. Mas será que cumprimos? Acompanhar a vida de Paulo na Palavra de Deus me envergonha. Sei que há muita coisa que me impede de servir a Deus com essa notável força de vontade.

    Missões apesar de mim – é compreender que independente de uma vida distante de Deus no passado ou até no presente, Jesus nos convida. Convida por ser nosso amigo. Deus pode todas as coisas, mas na Sua sabedoria espera que cada um de nós sejamos praticantes de Sua Palavra. Como nos disse… “E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos” (Tiago 1.22).

Cumpra a Palavra, viva o amor de Deus, caminhe segundo Jesus caminhou cheio do Santo Espírito. Amém!
Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: SENHOR, quem creu na nossa pregação?
De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.
(Romanos 10.16,17)
Soli Deo Gloria