Mudar o mundo

Muito se tem ouvido falar em que é o momento de mudar o Brasil. Quero logo dizer que não penso em mudar o Brasil por causa dos manifestos e protestos, mas SEMPRE pensei em mudar as coisas, mudar o Brasil, mudar o mundo. Sei que é clichê falar que a mudança deve acontecer nas pessoas. Então questiono: as pessoas estão mudando?

Outra coisa que ouvi é que muitos se denominam os atuais protagonistas de uma possível revolução. Nós é que elegemos uns pseudos protagonistas que agora “não nos representam”! Outros virão, sejam do movimento passe livre, nacionalistas ou apartidários. Outra vez pergunto: as pessoas estão mudando?

E as igrejas, devem participar ou não dos protestos e qual contribuição podem oferecer? Olhando para a Palavra, vejo Jesus como um revolucionário. Que é revolucionária a verdade de que Deus se torna homem para mudar a vida dos homens, de que Jesus, esperado como um revolucionário político contra um império, trouxe um outro reino que não têm os do partido ou os sem-partido, um reino que muda as pessoas.

Sim, as pessoas estão mudando. Muitos estavam apáticos à situação crítica da política brasileira, alheios a todo este movimento manipulador em que a população é considerada massa de manobra. Agora o Brasil acordou, política faz parte do assunto principal nas redes sociais, embora muitos não tenham opinião própria e apenas replicam o que um outro diz, pelo menos estamos aprendendo.

Agora preciso dizer uma coisa:

Política, mesmo que seja apartidária, muda as pessoas mas não satisfaz! No futuro outros assumirão o poder, quem sabe até alguns destes que estão protestando, depois virão outros com opiniões contrárias. Pela história é um ciclo que se repete. Porém conhecer o nosso Deus através de Sua Palavra, crer em Cristo Jesus é que traz verdadeira alegria. Nosso povo precisa de ideais para mudar vidas. Nosso povo precisa de Deus!!!

Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR. Salmo 33:12a

Soli Deo Gloria

Somos alienígenas neste mundo!

Certa vez vi passar um comercial de um programa de curiosidades científicas na televisão. O assunto central deste programa era retratar que os seres humanos são uma criação extra-terrestre, uma experiência genética que povoou a Terra. Não quero aqui rebater teorias ou fazer propaganda de documentários que mais parecem filmes de ficção científica. O que me chama atenção é o fato de que Deus nos chamou para ser cidadãos do céu, e neste mundo estamos de passagem.

Um conhecido missionário falou que não devemos nos conformar com este mundo, mas devemos ser transformados a partir da nossa mente[i]. Este não é nosso mundo! Mas você pode perguntar: Como este mundo foi criado por Deus e ao mesmo tempo não devemos ser dele? É verdade que Deus criou o mundo e inclusive o entregou à humanidade para dominá-lo, porém o homem perdeu a visão de Deus para este mundo.

No filme O dia em que a Terra parou, o alienígena em forma humana estrelado por Keanu Reeves fala que os humanos não merecem a Terra por que são seres destrutivos e eu concordo, assim como disse o sábio: “Também o coração dos homens está cheio de maldade, nele há desvarios enquanto vivem”[ii]. O homem destrói o habitat natural, uns aos outros e a si mesmo com uma capacidade incrível! E mesmo que não acredite em Deus ou não O aceite, é pelo menos notável a incapacidade que a humanidade têm em conviver e compartilhar os benefícios desta terra, é só olhar pra traz e tentar entender os motivos das guerras.

Não me sinto deste mundo. Sou um alienígena aqui na Terra e estou aqui por um propósito, uma missão. Missão de paz… “vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo.”[iii]

Soli Deo Gloria

[i] Conforme Romanos 12.2;

[ii] Eclesiastes 9.13;

[iii] Filipenses 2.15