Salmos de Alegria {Parte 4}

Até aqui, na série Salmos de Alegria, refletimos exclusivamente em Salmos feitos por Davi. A partir do Salmo 107, temos o que chamamos de “Salmos de louvor”, a expressão salmo significa poema ou canção e vimos até aqui que nem todas essas canções foram desenvolvidas com o teor de louvor, pois são uma expressão do que Davi e os demais autores sentiam.

No Salmo que vamos ver agora, vamos perceber júbilo e ações de graça, pois fora criado por adoradores que dirigiam-se ao templo após o término do exílio, ou seja, aqui o povo se vê livre e canta feliz em direção ao templo.

Nós somos livres e estamos no templo, aliás, somos o templo! Mas porque muitos de nós não estamos felizes?

Veja o que está escrito no Salmo 118:

1 Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. 2 Diga, pois, Israel: Sim, a sua misericórdia dura para sempre. 3 Diga, pois, a casa de Arão: Sim, a sua misericórdia dura para sempre. 4 Digam, pois, os que temem ao SENHOR: Sim, a sua misericórdia dura para sempre. 5 Em meio à tribulação, invoquei o SENHOR, e o SENHOR me ouviu e me deu folga. 6 O SENHOR está comigo; não temerei. Que me poderá fazer o homem? 7 O SENHOR está comigo entre os que me ajudam; por isso, verei cumprido o meu desejo nos que me odeiam. 8 Melhor é buscar refúgio no SENHOR do que confiar no homem. 9 Melhor é buscar refúgio no SENHOR do que confiar em príncipes. 10 Todas as nações me cercaram, mas em nome do SENHOR as destruí. 11 Cercaram-me, cercaram-me de todos os lados; mas em nome do SENHOR as destruí. 12 Como abelhas me cercaram, porém como fogo em espinhos foram queimadas; em nome do SENHOR as destruí. 13 Empurraram-me violentamente para me fazer cair, porém o SENHOR me amparou. 14 O SENHOR é a minha força e o meu cântico, porque ele me salvou. 15 Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do SENHOR faz proezas. 16 A destra do SENHOR se eleva, a destra do SENHOR faz proezas. 17 Não morrerei; antes, viverei e contarei as obras do SENHOR. 18 O SENHOR me castigou severamente, mas não me entregou à morte. 19 Abri-me as portas da justiça; entrarei por elas e renderei graças ao SENHOR. 20 Esta é a porta do SENHOR; por ela entrarão os justos. 21 Render-te-ei graças porque me acudiste e foste a minha salvação. 22 A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; 23 isto procede do SENHOR e é maravilhoso aos nossos olhos. 24 Este é o dia que o SENHOR fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele. 25 Oh! Salva-nos, SENHOR, nós te pedimos; oh! SENHOR, concede-nos prosperidade! 26 Bendito o que vem em nome do SENHOR. A vós outros da Casa do SENHOR, nós vos abençoamos. 27 O SENHOR é Deus, ele é a nossa luz; adornai a festa com ramos até às pontas do altar. 28 Tu és o meu Deus, render-te-ei graças; tu és o meu Deus, quero exaltar-te. 29 Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre.

O povo de Deus se alegra na certeza de que Sua misericórdia dura eternamente!

  1. Felicidade é louvar ao Senhor

Os versículos 1 e 29 são o “pão desse sanduíche de louvor”! Um chamado ao exercício da gratidão a Deus tão só e simplesmente pela sua bondade e misericórdia infinda. Ao todo este Salmo na tradução Almeida Revista e Atualizada contém 414 palavras, onde “Senhor” repete 28 vezes, além de “Deus” que repete 3 vezes nos últimos versículos.

Retornando aos 4 primeiros versículos, onde somos convidados a render graças a Deus. Primeiro o convite de reconhecimento é dado à nação escolhida (vs. 2), logo em seguida (vs. 3) o convite é feito à família de Arão, este que segundo Êxodo 28 e 29 fora consagrado sacerdote entre o povo de Deus que saíra do Egito e logo mais (Êxodo 32) atende à infidelidade do povo e constrói um bezerro de ouro, promovendo um culto pagão, então Moisés entra em cena e clama pela misericórdia do Senhor, que renova Sua aliança (Êxodo 34).

Já no versículo 4 do Salmo 118, são convidados ao reconhecimento da misericórdia do Senhor todos os que O temem, isto se estende a nós hoje!

  1. Felicidade é saber que Deus está conosco em todos os momentos

Agora o grande bloco de versículos que vai do 5 ao 21 é onde o povo de Deus admite o socorro do Senhor em dias de angústia, onde é preciso confiar nos livramentos de Deus (vs. 5-13). Interessante é o contraste que podemos observar nos versículos 8 e 9 em que declaram que o refúgio no Senhor é melhor que confiar em homens e consequentemente em príncipes. A grande e triste verdade dos dias atuais é que a maioria dos homens buscam refúgio em diversos lugares e ainda esperam que a solução para as questões da vida venham de homens. Talvez esse seja parte dos motivos de tantas doenças ligadas à alma…

Os versos 14 a 21 trazem com propriedade a experiencia de um povo que viveu atos de livramento de Deus. É curioso o entendimento aqui de soberania de Deus, onde no versículo 18, o Salmo declara a expressão “castigo de Deus”, em que o povo reconhece que tudo o quanto passara foi um processo pedagógico em consequência de seus atos diante de Deus.

  1. Felicidade é ter certeza da salvação

Esses versículos finais deste Salmo são ocnsiderados de extremo valor ao Novo Testamento. Esse conteúdo messiânico (vs. 22,23) que o próprio Jesus Cristo citou em Mateus 21.42: Perguntou-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; isto procede do Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos? Esta expressão – Pedra angular ou de esquina se repete em outros momentos do NT (Atos 4.11; Efésios 2.20; 1 Pedro 2.7).

Já os versículos 25 e 26 traz esta expressão proclamada pela multidão em Mateus 21.9: E as multidões, tanto as que precediam, como as que o seguiam, clamavam: Hosana ao filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas maiores alturas. Hosana significa: SALVA  AGORA!

Os versos finais (vs. 27-29) apontam para uma festa de adoração, ações de graças e exaltação ao Senhor!

E, encerro sem esquecer um versículo que aparentemente ficou para traz… é o versículo 24, que diz:

Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nEle!

Soli Amori Christi

Todos os caminhos levam a Deus!

Você deve conhecer esta expressão – todos os caminhos levam a Deus. Seja em tom de confronto, questionamento e até desculpa esfarrapada, esta frase está presente nas conversas religiosas por todo o planeta. Durante muitos anos na minha vida acreditei que sim, todos os caminhos levam a Deus. Depois da minha conversão, mudei radicalmente de opinião. Só que hoje quero refletir que SIM – todos os caminhos (com “c” minúsculo) levam a Deus.

É exatamente o que você leu. Hoje eu creio novamente que TODOS os caminhos levam a Deus, só que agora creio de uma outra perspectiva e não apenas uso esta expressão como desculpa para desencargo de consciência como fizera no passado.

Olhando para a Palavra de Deus tudo fica claro. E em se tratando de caminho deve ser de pleno entendimento a todo cristão de que só há um caminho para a salvação! Cristo Jesus, o nosso Senhor é o Caminho (com “C” maiúsculo). Só que na atual conjuntura da humanidade com sua população de míseros 7 bilhões e quase 300 milhões de habitantes, será que outras manifestações de fé também não trazem outros caminhos para Deus? Claro que sim, porém a salvação só há O Caminho!

E os outros caminhos? Eles levarão ao julgamento de Deus e TODOS passarão por este evento. Veja o que diz a Revelação a respeito do Julgamento:

de Israel

E sabereis que eu sou o Senhor, quando eu proceder para convosco por amor do meu nome, não conforme os vossos maus caminhos, nem conforme os vossos atos corruptos, ó casa de Israel, diz o senhor Deus. (Ezequiel 20.44)

dos anjos

Aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia. (Judas 6)

dos crentes

E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem permanece em amor, permanece em Deus, e Deus nele. Nisto é aperfeiçoado em nós o amor, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos também nós neste mundo. (1 João 4.16,17)

dos gentios

Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. (Mateus 25.31,32)

dos não-crentes

Não vos admireis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida, e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo. (João 5.28,29)

Em João 14. 4-6 está escrito: E para onde eu vou vós conheceis o caminho. Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

{Biblifique-se}

Soli Deo Gloria

Orla do manto

Aproximar-se de Jesus causa transformação é deve ser a meta de todo aquele que se considera pecador, carente da graça de Cristo. Ninguém convive satisfeito com uma doença, seja ela qual for, a busca por cura torna-se o foco. Doenças muitas vezes nos tira do convívio social. Após ser curado, ao retornar a vida normal, nos alegramos por estar de volta a ativa.

Lucas 8.43-48

43 E uma mulher, que tinha um fluxo de sangue, havia doze anos, e gastara com os médicos todos os seus haveres, e por nenhum pudera ser curada, 44 Chegando por detrás dele, tocou na orla do seu vestido, e logo estancou o fluxo do seu sangue. 45 E disse Jesus: Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou? 46 E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude. 47 Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se tremendo e, prostrando-se ante ele, declarou-lhe diante de todo o povo a causa por que lhe havia tocado, e como logo sarara. 48 E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai em paz.

Na Palavra de Deus temos vários relatos de curas. Esses feitos milagrosos mostravam o poder regenerador de Deus e leva o homem a Adorá-lO pelo bem causado. Nos tempos de Jesus Cristo, não foi diferente. As curas milagrosas mostrava às pessoas que Ele não era um homem comum. Com exemplo da cura desta mulher vamos entender a necessidade da busca pelo milagre transformador de Cristo Jesus na importância de estar em contato com Deus o tempo todo!

O texto bíblico apresenta uma mulher que sofria de uma doença crônica incurável. A emergência da cura e o problema da doença pede um milagre, porém, o milagre só acontece quando a mulher acredita na cura…

Tocar na franja da túnica de Jesus dá uma ideia de aproximação, mas essa atitude só é concebível ao relacionarmos a fé dessa mulher. Acreditar que um simples toque poderia curá-la é algo interessante. A túnica, por si, não tinha nenhum poder curativo e para aquela sociedade, ter suas vestes tocadas por uma pessoa impura tornava impura aquela vestimenta, isto era uma atitude repudiável, visto que Jesus era considerado um rabino.

A cura para doenças na alma é o tipo de remédio que não se encontra numa farmácia. Doenças da alma gera enfermidade física e esta pode levar a morte. O pecado gera doenças na alma, desta forma entende-se o texto que diz: “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6 : 23).

Se um toque na orla do manto de Jesus provoca a cura de uma doença crônica, quão seremos abençoados se permanecermos próximos a Ele o tempo inteiro e curados somos de doenças da alma, do pecado. Desta forma Deus tem o remédio, Jesus é o remédio, a Palavra de Deus é a “bula” e o poder de Deus revelado em Jesus Cristo é a cura… a SALVAÇÃO!

Soli Deo Gloria