Lutando contra Deus

Ao assistir o último sucesso dos cinemas – Batman versus Superman – me surpreendi como a palavra DEUS é repetida por diversas vezes durante o filme. Em alguns momentos são empregadas expressões como: “Homem versus deus”, “Falso deus”, e até “diabo contra deus”.

Em toda a historia do Superman há um tom messiânico. Um homem que é a esperança da humanidade não pertence a este mundo, foi criado por pais adotivos e ao atingir a fase adulta passa a viver pela paz e justiça. Neste último filme há algo nunca visto antes nos cinemas, que é um caso de amor e ódio das pessoas ao kripitoniano.

Já a historia do Batman está mais próxima de um ser humano que, ao perder seus pais, torna-se vítima de uma cidade imersa no crime. Ao tornar-se adulto acaba revelando seu lado sombrio que Gothan despertou e assumindo um papel de vigilante na luta contra o crime. Só que desta vez é apresentado nas telas de cinema um Batman que mata os criminosos e não apenas os leva em cárcere.

Voltando ao que me chamou atenção no filme, fico a imaginar como isso tudo tratado na ficção é um espelho da realidade. É perceptível, por exemplo, um busca por algum tipo de “materialização” da divindade. De diversas formas tenta-se enquadrar Deus em nosso mundo. Esse discurso de: “eu determino”, “declaro a cura”, e até “ordeno minha riqueza”. Palavras assim estão na boca daqueles que tentam em vão manipular àquele que é Senhor!

Por outro lado existem pessoas que sem medo agridem a criação na tentativa de “derrubar” Deus. Pessoas que fogem ao ensino de amar a Deus acima de todas as coisas e que consequentemente não aprendem a amar a si e muito menos sabem praticar o amor ao próximo, são tentativas vãs de confrontar (mesmo acreditando que Ele não exista) ao Criador!

Existe um ditado que foi apelidado de lei da semeadura que se aplica na prática no filme. Interessante é que essa “regra” vem da Palavra de Deus…

Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna. [Gálatas 6:7-8]

Que nossas vidas sejam verdadeiras plantações de sementes espirituais!

Soli Amori Christi

Superman

[Fruto Sagrado]

Nessas horas que eu me lembro
Que o sofrimento é um megafone
É Deus pra mim gritando que eu não sou o super-homem
Que eu sou de carne e osso que eu vou passar sufoco
Vou fazer o quê? Não vou esconder meu choro
Às vezes é mais fácil fingir, eu sei
Fazer de conta que tá tudo bem que tá tudo zen
Disfarçar que não tem nada dando errado
Mas eu não sou o superman

Se não fosse por Você eu jogava a toalha
Tenho visto tanta coisa errada nesta estrada
Muito falso herói se achando o tal
Iludido com aplausos, elogios… com o pedestal
Até eu já vacilei, dei bobeira, viajei
Esqueci que levo tombo como qualquer um
Esqueci que levo tombo, esqueci que sou normal
Alguém aqui é normal?

Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo
Não existe superman

Eu vou insistir em Te acompanhar
Haja o que houver, acredite quem quiser
Mesmo tropeçando eu tô aprendendo
Tô descobrindo que pra tudo existe um tempo
Por isso eu tô na luta, tô sobrevivendo
São nessas horas que eu me lembro
Que às vezes eu machuco, às vezes me machuco
Explodindo por fora, explodindo por dentro
Mas eu tô aprendendo, tô aprendendo

Agora eu tô sabendo
Que o sofrimento é um megafone
É Deus pra mim gritando que eu não sou super-homem
Que eu sou de carne e osso que eu vou passar sufoco
Agora eu não esquento não vou esconder meu choro
Afinal eu sou um cara comum
Que também leva tombo como qualquer um
Que tropeça, levanta mas não sai da dança
Tropeça, levanta e não sai da dança

Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo…

Às vezes é mais fácil
Fazer de conta que tá tudo bem
Mas você sabe que eu não sou o superman

Eu sou diferente, igual a todo mundo
Sem Você eu não sou ninguém
Eu sou igual a todo mundo
Não existe superman