Brincando com a Verdade

Primeiro de Abril é conhecido como o dia da mentira. Mentir, para muitos pode até ser normal, só não pode ser uma prática de qualquer pessoa que se considera cristão!

Muitos vão considerar esse argumento um tanto radical, pois quando mentem é só por brincadeira, para rir. Uma mentirinha. O interessante é que a Palavra de Deus é completa e fala sobre esse tipo de mentirinha também. Veja:

Como o louco que lança fogo, flechas e morte, assim é o homem que engana a seu próximo e diz: Fiz isso por brincadeira. (Provérbios 26.18-19)

Que pancada hein?! Essa é a Sagrada Escritura, também conhecida como A VERDADE. Lembra daquela célebre cena em que uma testemunha coloca a mão sobre uma Bíblia e com a outra levantada jura que só falará a verdade no tribunal?

Se a Bíblia é a Verdade, ela mesma afirma que conhecendo a Verdade, ela nos libertará. Então se eu estou conhecendo a Verdade e ainda pratico mentiras, mesmo que brincando, eu não estou livre! A mentira prende e escraviza pessoas. Pode constatar: toda pessoa que está viciada em algo, como drogas, pornografia, jogos ou traição, são ao mesmo tempo escravas da mentira.

O que me chama atenção também é ver crentes que fazem alguma coisa que para eles é algo normal, porém outros crentes consideram pecado. Assim, para não “escandalizar” (evangeliquês) esses crentes e ser julgados por eles, usa-se de mentira. Tem algo muito errado aqui!!!

É possível ser divertido e descolado sem ser mentiroso! Mas não é possível ser divertido, descolado, mentiroso e cristão ao mesmo tempo. Faço minhas as palavras de João:

Não vos escrevi porque não saibais a verdade; antes, porque a sabeis, e porque mentira alguma jamais procede da verdade. (1 João 2.21)

Soli Amori Christi

Mentir em nome de Deus?

Quantos filmes ou documentários que contam historia que atestam mentiras do mundo religioso você já assistiu? Quantas revistas de ciências e curiosidades que denunciam inverdades promovidas por religiões você já leu? Quantos sites, blogs, vlogs e notícias em redes sociais você tem visto que delatam práticas e ensinos que contradizem o que os religiosos pregam?

Você já viu uma igreja assumir um grande erro e pedir perdão por tantos anos de ensinos heréticos, independente do resultado que esta notícia cause em seus fiéis? Pois é, isto é algo incomum de se ver, pois se uma instituição reconhece que errou, acaba perdendo seu valor e consequentemente perde os seguidores, porém muitos estão enganados ou se enganado mundo afora.

Com o intuito de revelar algumas mentiras, que o Marcos Botelho está para lançar um e-book colaborativo com as 95 mentiras do mundo gospel. Um veículo de informações que poderá esclarecer muitos críticos e causar revolta em outros tantos. Desta feita, enviei uma de minhas contribuições, que segue:

Uma das maiores mentiras do mundo gospel é nos considerar responsáveis em convencer as pessoas a respeito da fé em Jesus Cristo, o que chamo de marketing gospel!

Isso é feito por muitos líderes com a intenção de tomar para si a responsabilidade ou o mérito em converter as pessoas. O que faz as pessoas os admirar e viver em uma “co-dependência espiritual”, o que eles chamam de cobertura espiritual.

Segundo a Bíblia a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Romanos 10.17), porém é a ação do Espírito Santo que leva ao convencimento de que somos carentes da graça redentora de Cristo!

Mas eu vos digo a verdade: convém-vos que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eu vo-lo enviarei. Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado. [João 16.7-11]

Soli Deo Gloria